segunda-feira, janeiro 16, 2006

QUANDO UM MEIO DE DIFUSÃO DE NOTÍCIAS SE TORNA NOTÍCIA


Na passada semana, o jornal "24 Horas" publicou uma notícia em que referia que os mais altos dignatários do Estado Português teriam sido alvos de escutas no seguimento do processo "Casa Pia". Uma notícia que naturalmente abalou vários sectores da política e do sistema judicial português, ao ponto de suscitar uma reacção pública do Presidente da Répública, Jorge Sampaio.
Pedidos de inquéritos à parte, a Procuradoria-Geral da República prontificou-se (de forma tardia) a negar os factos publicados no "24 Horas", motivando reposta por parte deste periódico.
Toda esta panóplia de acções leva-nos a reflectir um pouco sobre os mais variados episódios em que um meio de comunicação social se torna notícia pela simples divulgação de uma notícia mais ou menos polémica, mais ou menos controversa.
É legítimo dizer-se que todos os meios de comunicação social têm a liberdade de, naturalmente, investigar todo e qualquer facto que, pela sua importância para a opinião pública e na base da venda de um produto, gera sem pre controvérsia e discussão acesa. Mas será lícito que os meios de comunicação interfirão com o segredo de justiça, pondo por vezes em causa toda uma investigação judicial. Será legítimo retirar dessse facto "louros" e exposição mediática desse mesmo orgão de comunicação?
Deixo estas perguntas para discussão.

Colocado pelo Professor de Ciências da Comunicação, Artur Santos

7 Comments:

At 19 janeiro, 2006 12:57, Anonymous Bruno e Luís said...

Acho que está uma opnião bem elaborada e coerente...=)

ALUNOS DO 1º MULTIMEDIA

 
At 19 janeiro, 2006 13:01, Anonymous Américo Costa, 1º ano de multimédia, nº2 said...

Em relação a este tema que tem causado muita discusão, a minha opinião é bastante critica, pois acho que os jornais uma vez tendo retirado uma ou mais noticias veridicas penso que estes mesmos tem o total direito de as publicar, pois apesar de estarem a quebrar o segredo de justiça estão a ajudar que na politica exista menos corrupção, apesar da noticia editada ser critica em relação ao assunto "casa pia" e não outro tipo de corrupção.
Através desta noticia o jornal 24 horas pode ter tirado, como o sr. Artur Santos relata, "louros" mas tirou-o com trabalho, juntando uma serie de pesquisas.Este é o meu comentario acerca do assunto.

 
At 19 janeiro, 2006 13:09, Anonymous João Rocha & Joel Costa, 1º Multimédia said...

No nosso ponto de vista, achámos que um meio de comunicação não deve tornar-se notícia, pelo simples facto que a notícia por ele editada, perde credibilidade e fica a dúvida no ar face à notícia relatada.

Pensámos nós que o 24 Horas lançou esta notícia para divulgar o seu nome e aumentar o número de vendas, mas pelo contrário denegriu a imagem do jornal.

 
At 19 janeiro, 2006 13:14, Anonymous Marlene_1º Multimédia said...

Na minha opinião isto é um meio de comunicação que não se deve tornar notícia pelo facto de que a notícia por ele editada perde credibilidade e fica no ar a dúvida face à notícia publicada.
Pensámos nós que o 24 Horas lançou esta notícia para divulgar o seu nome e aumentar o número de vendas, mas pelo contrário denegriu a imagem do jornal.

 
At 19 janeiro, 2006 13:15, Anonymous Américo 1ºMultimedia said...

Não acho bem que os meios de comunicaçao ponham em causa as investigações judicias, na minha opinião acho que é bom dar a noticia do que se está a passar para que todos nos estejámos bem informados, mas dar a noticia de uma forma que não meta em causa os trabalhos judiciais.

 
At 19 janeiro, 2006 13:17, Anonymous 1º Multimédia said...

A nossa opinião face a este problema que está na nossa sociedade sobre as escutas telefónicas feitas às mais altas individualidades do estado português é que a atitude dos jornalistas em publicar esta notícia está errada porque o Sr. Dr. JOrge Sampaio pode estar inocente e ser julgado pelas pessoas injustamente.


Mariana Costa
Carolina Soares
Roberto Rocha

 
At 19 janeiro, 2006 17:55, Anonymous Roger said...

Venho por este meio mostrar a minha opinião sobre a problemática abordada neste post.
Quando os meios de comunicação tentam ser noticias por coisas que por vezes não são a verdade nua e crua, obtem-se os louros tão desejados que se pretende como ser noticia num orgão de comunicação social como a televisão...
Será issu bom ou mau!? É uma questão também controversa pois censurar quem tenta subir na vida, e porque tem ambisão mas subir na vida a custa das desgraças dos outros e que se questiona e reprova.
Sendo assim esta e a minha opinião...
Noticias sim mas noticias de interesse e com verdade.
Ricardo Lourenço (Roger)
1º Multimédia

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home